Comunidades Transnacionais: Participação e Integração

María Ortelinda Barros Gonçalves

Resumen


As migrações internacionais não são uma invenção do século XX ou da modernidade, mas fazem parte da história da humanidade. Contudo têm aumentado em volume e significância, desde 1945, e mais particularmente, desde meados dos anos 80. Simmons (1987) sustenta que os padrões de migração contemporâneos reflectem duas importantes dimensões: instabilidade e nova estrutura de oportunidades económicas que emergem com a acumulação flexível. Neste contexto, as migrações internacionais são actualmente temporárias, circulares, globais e reguladas, obrigando os actores internacionais a criar novas grelhas de leitura.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18002/pol.v0i17.403

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.




Copyright (c) 2015 Polígonos. Revista de Geografía

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Polígonos
Revista de Geografía

Contacto: jose.cortizo@unileon.es
Soporte técnico: journals@unileon.es

DOI: http://dx.doi.org/10.18002/pol

I.S.S.N. 1132-1202 (Ed. impresa)(n. 1 a 24)
e-I.S.S.N. 2444-0272

Editada por el Área de Publicaciones de la Universidad de León