A inserção do estado do Paraná no processo de desconcentração da indústria automobilística brasileira = The insertion of the state of Paraná in the process of deconcentration of the brazilian automobilistic industry

Autores/as

  • Olga Lúcia Castreghini de Freitas Firkowski Departamento de Geografía y Geología. Universidade Federal do Paraná (Curitiba)

DOI:

https://doi.org/10.18002/pol.v0i11-12.522

Palabras clave:

indústria automobilística, desconcentração industrial, Paraná automotive industry, industrial spreading, Paraná state

Resumen

O presente texto tem por objetivo apresentar elementos que auxiliem na compreensão do processo recente de desconcentração industrial brasileiro, com ênfase na indústria automobilística. Tal setor apresentou uma nova tendência locacional a partir das implantações efetivadas ao longo da década de 1990, o que reforça teses acerca de sua desconcentração. Nesse contexto, o estado do Paraná passou a se destacar como um dos novos locais escolhidos pela indústria automobilística, a partir da instalação das montadoras Renault, Audi/Volkswagen e Chrysler, seguidas de seus principais fornecedores.

Para tanto, o texto está dividido em três partes: na primeira são analisadas algumas das principais vertentes teóricas que contribuem para a discussão da desconcentração da indústria automobilística brasileira, ressaltando-se Diniz (1993), Pacheco (1999), Negri (1996) e Azzoni (1986). Na segunda parte, são apresentados dados que permitem uma mensuração do processo, destacando-se a distribuição dos investimentos industriais no Brasil entre 1997 e 2000, por região e por gênero de atividade industrial; a distribuição das fábricas de veículos antes e depois de 1995 e a distribuição das empresas produtoras de autopeças. Na terceira parte, analisa-se o resultado das políticas de atração industrial levadas a cabo pelo governo estadual do Paraná no que diz respeito à implantação da indústria automobilística, tendo por base os protocolos firmados entre empresas e governo.

This paper presents some considerations that can help to understand the recent Brazilian industrial spreading, highlighting on automotive industry. This productive sector showed a new location trend during 1990’s, and confirms the spreading thesis. In this context Paraná State arises to the position of one of the preferable location for automotive industry. This can be confirmed by the assembling installations of Renault, Audi/Volkswagen and Chrysler accompanied by their main suppliers.

This text is divided in three parts: the first one discusses some theoretical trends that explain the industrial spreading of the Brazilian automotive industry, according to Diniz (1993), Pacheco (1999), Negri (1996) and Azzoni (1986). The second presents the data that allows for the spreading process evaluation, highlighting on the Brazilian industrial budget distribution for the period 1997 to 2000, considering different region, kind of industrial activity; automotive factories distribution before and after 1995 and the supply company distribution. The third part analysis the results of the automotive industrial attraction policy that was executed by the Paraná state public administration. This analysis is based on the protocols that in the govern and companies had agreed with.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

ANFAVEA, Anuário Estatístico da Indústria Automobilística Brasileira. São Paulo, 1999.

AZZONI, C. Indústria e reversão de polarização no Brasil: o caso do Estado de São Paulo. São Paulo, 1985, Tese (Livre docência em Economia) - Faculdade de Economia e Administração, Universidade de São Paulo.

AZZONI, C. «A lógica da dispersão da indústria no Estado de São Paulo». Estudos Econômicos. São Paulo, n. 16, p. 45-67, 1986.

BALANÇO ANUAL. São Paulo: Gazeta Mercantil, n.23, junho 1999. 441 p.

BIELSCHOWSKY, R. «Investimentos na indústria brasileira depois da abertura e do real: o mini ciclo de modernizações, 1995-1997». Série Reformas Econômicas, Brasília: IPEA, n. 44, 1999.

CANO, W. Raízes da concentração industrial em São Paulo, São Paulo: T. A. Queiróz, 1981.

CANO, W. Desequilíbrios regionais e concentração industrial no Brasil (1930-1970), São Paulo: Ed. Global/Ed. UNICAMP, 1985.

COMPETITIVIDADE da indústria paranaense: uma análise setorial. Curitiba: IPARDES, 1994.

DINIZ, C. C. «Desenvolvimento poligonal no Brasil: nem desconcentração, nem contínua polarização». Nova Economia. Belo Horizonte, v.3, n. 1, p. 35-64, 1993.

DINIZ, C. C. e CROCCO, M. A. «Reestruturação econômica e impacto regional: o novo mapa da indústria brasileira». Nova Economia. Belo Horizonte, v. 6, n. 1, p. 77-103, 1996.

DISTRIBUIÇÃO regional das oportunidades de investimento industrial no Brasil. Disponível em .

FIRKOWSKI, O. L. C. F. A industrialização recente no município de Limeira em face do contexto industrial paulista. Rio Claro, 1989, 185 f., Dissertação (Mestrado em Geografia) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, UNESP.

GOTTDIENER, M. A produção social do espaço urbano. São Paulo: Edusp, 1993.

HARVEY, D. A condição pós moderna. Uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Edições Loyola, 1992.

LENCIONI, S. Reestruturação urbano-industrial: centralização do capital e desconcentração da metrópole de São Paulo. São Paulo, 1991, 286 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

LENCIONI, S. «Reestruturação urbano-industrial no Estado de São Paulo: a região da metrópole desconcentrada». Espaço e Debates: Nova Dimensão Regional, São Paulo, NERU, n. 38, p. 54-61, 1994.

LOURENÇO, G. «A instalação da Renault no Paraná: um modelo de interpretação». Análise Conjuntural. Curitiba: IPARDES, v. 18, n. 3-4, p.8, 1996.

MEINERS, W.E.M.A.« Impactos regionais dos investimentos automobilísticos no Paraná». Revista Paranaense de Desenvolvimento. Curitiba, n. 94, p. 29-48, 1998.

NEGRI, B. Concentração e desconcentração industrial em São Paulo (1880-1990). Campinas: Ed. da UNICAMP, 1996.

PACHECO, C. A. Novos padrões de localização industrial? Tendências recentes dos indicadores da produção e do investimento industrial. Texto para discussão n. 633, Brasília: IPEA, 1999.

PROGRAMA Paraná Mais Emprego, Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e do Desenvolvimento Econômico, Curitiba, 1995 (PARANÁ. Decreto n. 1.511 de 29/12/1995 e Lei 2.736/1996).

RICHARDSON, H. W. City soze and national spatial strategies in developing countries. World Bank Staff Working Paper, n. 252, Washington, 1977.

RODRIGUES, D. A. «Os investimentos no Brasil nos anos 90: cenários setorial e regional». Revista do BNDES. Rio de Janeiro, v. 7, n. 13, p. 107-136, 2000.

RODRIGUES, M. L. E. A expansão industrial e o processo de produção do espaço em Betim. São Paulo, 1980, 150 f., Dissertação (Mestrado em Geografia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

SAMPAIO, S. S. «A industrialização de Rio Claro. Contribuição ao estudo da desconcentração espacial da indústria no Estado de São Paulo». Revista Geografia, Rio Claro, n. 24, p. 01-60, 1987.

SANTOS, M. A urbanização brasileira. São Paulo: Hucitec, 1993.

SANTOS, M. A natureza do espaço. Técnica e tempo. Razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.

STORPER, M. «Who benefits from industrial descentralization? Social power in the labour market, income distribution and spatial policy in Brasil». Regional Studies, London, v. 18, n. 2, p. 143-164, 1984.

STORPER, M. Desenvolvimento econômico e a questão regional: industrialização, polarização e distribuição da renda. inédito, 1987.

TOWNROE, P. e KEEN, D. «Polarisation reversal in the State of São Paulo, Brazil». Regional Studies, London, v. 18, n. 1, p. 45-54, 1984.

TOWNROE, P e HAMER, A. «Who benefits from industrial decentralization? Response to Storper». Regional Studies, London, v. 18, n. 4, p. 339-344, 1984.

VELTZ, P. Mondialisation, villes et territoires. L'économie d'archipel. Paris: PUF, 1996.

Descargas

Publicado

2002-11-23

Cómo citar

Castreghini de Freitas Firkowski, O. L. (2002). A inserção do estado do Paraná no processo de desconcentração da indústria automobilística brasileira = The insertion of the state of Paraná in the process of deconcentration of the brazilian automobilistic industry. Polígonos. Revista De Geografía, (11-12), 74–111. https://doi.org/10.18002/pol.v0i11-12.522

Número

Sección

Artículos